Aprenda a ser um líder que engaja a equipe

Liderança e Engajamento. Foto Divulgação.

Uma pesquisa realizada pela consultoria Gallup mostrou que apenas três em cada 10 pessoas confiam em seus líderes. Segundo o relatório, esse comportamento faz com que profissionais desconfiados costumem não estar satisfeitos na empresa e sim buscando sair da companhia, além de não estarem interessados em se engajarem em estratégias e novos projetos.

Mas como ser um líder que passe confiança aos colaboradores? Como, consequentemente, tornar os colaboradores mais motivados? Erika Linhares, pedagoga e executiva especializada em soft skills em organizações, dá dicas de como o líder pode inspirar as pessoas e conquistar a confiança delas.

Popularidade x liderança: Antes de mais nada, o líder precisa entender a diferença entre ser popular e ser um líder. Ser popular é ser agradável e divertido. Mas ninguém vai seguir suas ideias baseadas nisso. O líder tem que se preocupar com a postura e ser justo, além de dar exemplo. É importante que seja referência, principalmente em comportamento e não só na técnica.

Transparência: É preciso que o líder seja transparente e sincero de forma respeitosa. Não pode manipular, enganar o time ou o chefe. Transparência é a melhor opção para engajar a equipe.

Seja empático: O líder precisa gostar de gente. Antes de julgar e condenar as pessoas, é importante ver as coisas pela perspectiva daquelas pessoas. Se quer ser um verdadeiro líder, se coloque na posição de colaborador. Com isso, se cria uma conexão verdadeira com o time.

Fidelidade é fundamental: O líder precisa ser fiel à empresa em que trabalha e à estratégia dessa empresa. Se não for fiel aos colaboradores, eles não serão também. Defenda a empresa e colegas.

Seja referência: Você é responsável pelo clima da sua equipe. Precisa acreditar naquela empresa, nos propósitos, nos objetivos e tomar isso como seu objetivo não só em reuniões e discursos motivacionais, mas nas atitudes diárias. Se não compactua com o propósito da empresa, saia dela. No posto de liderança, é imprescindível defender os interesses da empresa.

Saber executar: Um líder deve saber se planejar, priorizar, ser organizado e celebrar. Precisa entender o propósito da empresa, qual a meta, como desdobrar essa meta para a sua área, como fazer com que cada funcionário seja importante nesse projeto maior. É necessário que seja um exímio executor. De nada adianta só fazer planejamentos. É fundamental ensinar, exigir que atividades sejam cumpridas, acompanhar, corrigir rota, dar e receber feedbacks.

Celebre: Nem só de cobranças, gestão e planejamento vive a liderança. Celebrar as conquistas é extremamente importante e deve ser feito ao longo do processo e não só no final. As pessoas acham que devem comemorar só no final. Mas a felicidade está no sacrifício, na jornada, está em resolver cada problema, em ter pequenas vitórias. É importante comemorar pequenas vitórias para que a jornada não seja desgastante e sim seja empolgante. Se deixar para comemorar no final, muitas pessoas vão se cansar, a produtividade pode cair e alguns nem chegarão ao final. A comemoração engaja, estimula e faz as pessoas acreditarem que estão no caminho certo. Não seja um líder que tem medo de comemorar e tornar os colaboradores autoconfiantes demais.

Atualize-se: O líder fora de moda é aquele que pensa que “manda quem pode, obedece quem tem juízo” ou aquele que quer centralizar todas as atividades nele. Seja inovador, criativo e procure soluções.

(Redação – TecnoInforme)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2020 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia