Aumenta número de receitas médicas digitais emitidas no Brasil

No ano passado, foram emitidas mais de 13 milhões de receitas digitais em todo Brasil. Foto: Divulgação.

Memed, empresa que atua no mercado de receita médica digital, divulgou um novo levantamento sobre o aumento da digitalização das receitas médicas no Brasil, impulsionado principalmente pela pandemia. Em 2020, apenas na plataforma Memed, o número de receitas triplicou, saindo de 500 mil, para cerca de 1.7 milhão de receitas mensais, e a empresa assinou quase seis vezes mais contratos de integração com instituições de saúde (137 contratos) em comparação a 2019.

Atualmente, a plataforma da Memed conta com mais de 120 mil médicos cadastrados e 200 instituições de saúde integradas, como Prevent Senior, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Unimed Campinas e Hospital das Clínicas. A adesão de farmácias e drogarias foi ainda mais expressiva, saindo de duas lojas na capital paulista para 30 mil em todo território nacional.

Segundo o CEO da Memed, Ricardo Moraes, a regulamentação do Ministério da Saúde que liberou em caráter emergencial o uso da telemedicina, por conta da pandemia do COVID-19, contribuiu para um salto significativo no uso da receita médica digital entre os médicos brasileiros. As receitas médicas digitais foram essenciais durante esse período, pois possibilitaram aos pacientes a continuidade do atendimento médico respeitando as orientações de isolamento social. Contudo, este crescimento vem sendo observado desde 2019. “O aumento das receitas médicas no país começou um pouco antes da pandemia quando não só o médico, mas o paciente e as empresas da área da saúde, começaram a enxergar maior valor no serviço, por conta dos benefícios do uso da receita digital, como facilidade e segurança”, afirma o executivo.

Foto: Divulgação.

Em 2020, mais de 13 milhões de receitas digitais foram emitidas pela plataforma da Memed em todo Brasil. É importante ressaltar que neste período, cerca de 30 mil farmácias/drogarias utilizaram o dispensador digital da Memed em todos os estados brasileiros. Além disso, mais de 60 mil novos médicos se cadastraram na plataforma.

Somente na capital paulista, o número de receitas digitais geradas pela Memed em 2019 foi de 794 mil, enquanto em 2020 saltaram para quatro milhões de receitas emitidas. Em 2019, três mil médicos cadastraram-se na plataforma, enquanto que no ano passado esse número saltou para 14 mil cadastros. As farmácias e drogarias da cidade de São Paulo, que praticamente não aceitavam a receita digital, somam hoje mais de seis mil estabelecimentos.

Os números do estado de São Paulo também são expressivos: são 10 milhões de receitas geradas em 2020, em relação a um milhão em 2019. No que diz respeito ao número de médicos cadastrados na plataforma, em 2019, eram seis mil, enquanto 2020 somou 50 mil novos cadastros. As farmácias e drogarias passaram de zero para dez mil, em todo o estado.

“A tendência é que este número aumente cada vez mais, uma vez que a receita digital tornou-se essencial para garantir o acesso da população aos medicamentos, viabilizando uma das etapas mais importantes do tratamento, além de proporcionar segurança ao paciente, garantindo o entendimento exato do produto prescrito na receita”, explica Moraes.

 

Please follow and like us:
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carreiras

Printi está com vagas abertas

A Printi, gráfica on-line especializada em produtos personalizados, está com vagas de emprego abertas para os cargos de Analista de Marketing de Performance Sênior, Analista de

Leia mais »
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2020 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia
RSS
Follow by Email