Cinco passos para configurar e gerenciar infraestrutura de nuvem

A transformação digital nunca foi tão necessária e relevante para o nosso dia a dia – seja profissional ou pessoal. Especialistas de TI experimentaram e continuam aprendendo como é sobreviver e prosperar na economia digital. Conforme aponta uma pesquisa da Accenture, 80% das empresas sondadas recentemente aumentaram de forma significativa o investimento em transformação digital, ante 50% em maio de 2020. A aceleração digital criou imperativos e pressão para que empresas mantenham o ritmo, cenário que permanecerá no futuro próximo. Levando isso em consideração, o diretor de engenharia de sistemas da Nutanix para a América Latina, Leandro Lopes, apresenta cinco etapas essenciais que permitirão implementar e gerenciar ambientes virtuais complexos.

Etapa 1: Simplifique o escopo de seus requisitos

Em ambientes tradicionais, investimentos em TI envolvem suposições sobre os requisitos de capacidade futura. Já em arquitetura escalável, eliminamos a necessidade de planejar com anos de antecedência. Dessa forma é possível se preparar para o próximo trimestre ou para o próximo ano, adicionando capacidade à medida que o negócio cresce.

O ideal é que não seja necessário montar um projeto de infraestrutura com vários fornecedores – que precisaria ser integrado. O licenciamento é mais direto com um fornecedor. Existem hoje licenciamentos de subscrição baseados na capacidade, então o usuário só paga pelo que precisa, quando precisa. Conforme as demandas de negócios aumentam, é possível simplesmente adicionar mais licenças.

Etapa 2: Implementar clusters

Implemente clusters com produtos que ofereçam uma implementação automatizada, rápida e fácil. Algumas abordagens de software permitem a instalação remota. Para dispositivos de hardware que necessitam ser implementados em um escritório remoto ou datacenter, os administradores de HCI podem instalar toda a solução e configurar os clusters sem ir ao local, bem como VMs e aplicativos. Contanto que o hardware esteja conectado, também é possível adicionar nós para expandir a capacidade de um local remoto.

Etapa 3: Configurar a infraestrutura

Use interfaces simples e intuitivas para configurar o cluster. Ferramentas de gerenciamento permitem uma variedade de tarefas, incluindo definir as configurações do servidor e as políticas de automação. Pode-se definir permissionamento por usuário, configurar administradores HCI ou conceder aos usuários acesso a portais de autoatendimento.

Existem soluções em que a replicação do armazenamento ocorre automaticamente no nível da VM. Como resultado, a recuperação de desastres e a configuração de backup para dar suporte a S2S, hub and spoke e topologias ”full mesh” podem ser feitas muito rapidamente. É possível configurar compartilhamentos de arquivos de rede a fim de permitir aos usuários acesso remoto e provisionar armazenamento de objetos, monitoramento de distribuição de objetos, desempenho e acesso de usuários.

Etapa 4: Migrar e implementar aplicações

É possível implementar novas aplicações utilizando o gerenciamento centralizado de imagens para fácil criação de VMs em todos os sites globalmente, sem a necessidade de ferramentas ou processos de gerenciamento de imagem separados. E com a clonagem rápida e eficiente, a criação de múltiplas VMs a partir de uma imagem ou VM existente leva apenas alguns segundos e alguns cliques.

Implemente novas aplicações ou mova cargas de trabalho existentes rapidamente por meio de migrações de VM em massa usando ferramentas de migração cross-hypervisor dedicada para oferecer suporte à migração de instâncias VMware ESXi, Microsoft Hyper-V e AWS EC2.

Etapa 5: gerenciar a partir de um único painel

Procure por soluções de armazenamento integradas para arquivos, blocos e objetos para dar suporte aos aplicativos que consomem muitos dados – assim não é mais necessária infraestrutura legada em seu ambiente.

É possível consolidar todo o ambiente para criar uma plataforma escalável e autogerenciada a todas as cargas de trabalho e dados e administrar recursos facilmente a partir de um único painel de gerenciamento. Depois de modernizar o datacenter, a primeira etapa importante é seguir a jornada na nuvem.

 

Próximos passos

O mundo está se movendo muito rapidamente para objetivo de adotar cada vez mais a economia digital. Do ponto de vista da TI, a nuvem nos dá a capacidade de responder aos desafios de hoje por meio de flexibilidade e escalabilidade.

Com a nuvem híbrida, é possível maximizar a vantagem da cloud sem comprometer o controle da segurança e os custos envolvidos. Se a empresa tem uma infraestrutura legada hoje, é preciso começar a transformar o datacenter para moldar o futuro da infraestrutura de TI. Reconstruir a base é fundamental e os conceitos e as plataformas de Hyper Converged Infrastructure poderão ajudar a seguir avançando rumo à transformação digital.

Please follow and like us:
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carreiras

Printi está com vagas abertas

A Printi, gráfica on-line especializada em produtos personalizados, está com vagas de emprego abertas para os cargos de Analista de Marketing de Performance Sênior, Analista de

Leia mais »
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2020 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia
RSS
Follow by Email