Como aumentar a segurança das casas inteligentes

Hoje, já é possível programar câmeras, fechaduras, lâmpadas e tomadas por meio de aplicativos. Foto: Div.

A tendência global é que os lares sejam cada vez mais tecnológicos e integrados. Dispositivos inteligentes como câmeras, fechaduras, lâmpadas e tomadas já se tornaram componentes essenciais das chamadas smart homes. Por serem dispositivos conectados, é necessário cuidar da segurança dos gadgets para evitar invasões hackers e manter a proteção residencial.

A D-Link, empresa que conta com uma série de dispositivos para compor uma smart home moderna e segura, dá algumas dicas simples que podem impedir as smart homes de serem hackeadas.

Altere a senha padrão de fábrica dos dispositivos integrados

A senha padrão de fábrica sugerida pelos fabricantes dos equipamentos normalmente tem um modelo simples, e geralmente a senha é concebida e distribuída para equipamentos da mesma série, ou seja, isso torna as senhas padrão fáceis de serem reconhecidas e copiadas.

Por este motivo, recomenda-se que a senha original seja substituída por uma mais complexa no momento de instalação do equipamento. A mudança deve ser feita por senhas que contenham letras, números e caracteres especiais. Além disso, é recomendável usar um antivírus para detectar aparelhos IoT desprotegidos e também para fazer o monitoramento dos mesmos.

Faça atualizações periódicas dos equipamentos

Diversas atualizações de dispositivos IoT são disponibilizadas pelos fabricantes para corrigir erros ou fraquezas na segurança de versões anteriores do firmware. Manter os dispositivos atualizados permite que o usuário tenha acesso a versão mais recomendada, recente e confiável do firmware.

Uma forma de não perder tempo procurando as atualizações necessárias é já deixar autorizadas as “atualizações automáticas”.

Procure dispositivos reconhecidos pela segurança

Com o aumento de opções de dispositivos IoT e a necessidade de buscar segurança, é possível encontrar equipamentos que aliam tecnologia avançada, bom custo-benefício, durabilidade e segurança. O COVR-1103, por exemplo, conta com segurança WPA2 e WPA3 que ajudam a proteger a rede Wi-Fi de ataques e roubo de informações. Além disso, o WPA3 (novo protocolo Wi-Fi Alliance) simplifica a segurança, habilita uma autenticação mais robusta e aumenta a força da criptografia da rede, o que intensifica consideravelmente a proteção da mesma.

Ao escolher equipamentos para compor sua casa inteligente, dê preferência a dispositivos de marcas já conhecidas e que levam a sério a segurança.

Please follow and like us:
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2021 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia
RSS
Follow by Email