Flormel investe no e-commerce e vê vendas crescerem na pandemia

A companhia segue investindo na loja virtual, acrescentando novas funcionalidades. Foto: Divulgação.

A Flormel, fabricante de alimentos saudáveis, se reinventou no ano de 2020, assim como muitas outras empresas cujo varejo físico era responsável por 100% de suas vendas. Em parceria com a startup b8one, laboratório de soluções digitais especializado em e-commerce, a marca lançou sua loja virtual em junho do ano passado e encerrou 2020 com um aumento significativo em seu faturamento no canal.

“Foi tudo muito rápido, Em menos de um mês, o site estava no ar, sendo que a média do mercado para uma implantação a partir do zero é de 120 dias”, destaca o sócio da b8one, responsável pela área de negócios, Renato Avelar. Agilidade e adaptação foram as palavras de ordem quando as empresas estabeleceram contato em maio de 2020 e iniciaram o projeto. Em julho, com a plataforma funcionando, a Flormel já registrava um aumento de 2,5 vezes no faturamento pelo canal.

“Temos um off-line muito vivo, mas o e-commerce começou a se tornar relevante. Acreditamos que isso se deva, especialmente, à qualidade dos produtos que oferecemos ao mercado, que faz com que tenhamos um número elevado de clientes fiéis”, relata a CEO da Flormel, Alexandra Casoni. A executiva também comenta que a produção de doces sem adição de açúcares pode ser um dos fatores decisivos de compra, já que cada vez mais pessoas estão preocupadas em manter uma alimentação saudável. “Estamos há mais de 30 anos propondo um estilo de vida mais equilibrado, além de conscientizar as pessoas de que alimentação saudável deve nutrir o corpo, a mente e a alma, com sabores e novas descobertas”, completa.

“O e-commerce será um dos focos da companhia em 2021 e, a longo prazo, seguiremos aprimorando essa frente de negócios com a parceria da b8one”, afirma a líder de e-commerce da Flormel, Jéssica Peres, acrescentando que o canal ganhou um departamento exclusivo dentro da companhia.

Até então, a única experiência da Flormel com vendas on-line havia sido por meio de distribuidores que utilizavam ferramentas básicas. Para turbinar as operações, a b8one implementou o projeto Grossery to go, um acelerador de e-commerce com custo reduzido e tempo de implantação mínimo de sete dias na plataforma VTEX – unicórnio brasileiro e um dos maiores parceiros da startup.

A Flormel seguiu lançando novos produtos no mercado durante a pandemia, como snacks salgados (linha Parô), snacks infantil (linha OOOBA), bombons veganos, bombons recheados, bombom cookies n’cream e brigadeiros. Esses dois últimos, inclusive, são os que têm registrado maior volume de vendas no e-commerce até hoje. Além dos chocolates já tradicionais, o creme de avelã teve aumento de procura, por serem opções para incremento de receitas caseiras em tempos de isolamento social, um mote bastante explorado pela empresa, de acordo com Jéssica Peres.

A Flormel segue investindo na loja virtual, acrescentando novas funcionalidades, com a participação da b8one. Graças a um estudo de performance e de experiência do usuário, realizado pelo laboratório de soluções, a Flormel conseguiu, por exemplo, aumentar sua taxa de conversão em mais de 40% durante a última Black Friday. “Em geral, na Black Friday, os acessos aumentam, mas não necessariamente a taxa de conversão. No caso da Flormel, comparando setembro e outubro com novembro e dezembro, o aumento foi de 43%. Fizemos pequenas e rápidas mudanças no site que contribuíram para esse resultado, melhorando a experiência do usuário”, detalha Avelar da b8one.

 

Please follow and like us:
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carreiras

Printi está com vagas abertas

A Printi, gráfica on-line especializada em produtos personalizados, está com vagas de emprego abertas para os cargos de Analista de Marketing de Performance Sênior, Analista de

Leia mais »
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2020 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia
RSS
Follow by Email