Google tem novidades na acessibilidade do Android

Com o novo recurso de acesso, a câmera de cada celular Android se transforma em um botão personalizado. Imagem: Div.

Pensando em construir um Android cada vez mais acessível, o Google está lançando os Interruptores de Câmera, ferramenta que detecta a movimentação dos olhos e gestos faciais para acionar comandos – disponível em 80 idiomas, incluindo o português – além de novas atualizações para os aplicativos Lookout e Action Blocks, que já constam entre as ferramentas disponibilizadas pela empresa.

Para pessoas com alguns tipos de deficiência, nem sempre é possível manusear o smartphone ou utilizar comandos de voz, como o “Ok Google”, pois podem ter a necessidade de suporte de mobilidade, áudio ou visão para navegarem. No entanto, com os Interruptores de Câmera é possível utilizar o aparelho por meio de gestos faciais e movimentação dos olhos, associando comandos, como ouvir música, assistir a vídeos ou acessar e-mails. As opções de câmera funcionam com seis gestos, incluindo movimentos dos olhos (para cima, para a direita e para a esquerda) e gestos faciais (levantar sobrancelhas, sorrir e abrir a boca).

“Em 2015, lançamos o acesso com interruptor para Android, para as pessoas que não conseguem interagir diretamente com o dispositivo poderem navegar com mais facilidade, usando botões adaptáveis chamados interruptores físicos, como teclados e computadores. No entanto, com o novo recurso de acesso, a câmera de cada celular Android pode ser transformada em um botão personalizado que detecta gestos faciais e movimentação dos olhos, permitindo que qualquer pessoa utilize o dispositivo sem o uso das mãos ou voz”, diz o gerente de produto do time de acessibilidade do Google, Allen Nikka.

Também é possível atribuir gestos para abrir notificações, voltar para a tela inicial ou pausar a detecção de gestos. Os interruptores de câmera podem ser usados ​​em conjunto com os interruptores físicos.

Em 2019, o Google lançou o Lookout, aplicativo que usa a inteligência artificial para tornar o mundo físico mais acessível para pessoas cegas ou com baixa visão. Por meio da visão computacional, a ferramenta reconhece objetos, imagens e textos no mundo físico e os anuncia em voz alta – desde a identificação de embalagens de produtos alimentícios até a descrição de objetos e pessoas ao seu redor.

modo Documentos, que em 2020 foi introduzido ao recurso para capturar textos, agora também lê textos escritos à mão. Basta apontar a câmera do smartphone para uma anotação que o aplicativo faz a digitalização.

O Google anuncia também que o Action Blocks, aplicativo que busca oferecer uma melhor experiência digital para pessoas com deficiências intelectuais, passa a ter uma versão em português. Lançado em 2019, o aplicativo tem a função de facilitar o acesso e a realização de tarefas nos smartphones por meio de atalhos. O app reúne ícones personalizáveis na tela inicial, possibilitando a realização de uma ação em apenas uma etapa, como enviar uma mensagem pré-definida para um familiar, iniciar uma chamada de vídeo com um amigo, tocar música, ler as notícias do dia, procurar o episódio mais recente de seu programa favorito no YouTube – basta tocar em um bloco para acionar a ação correspondente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on skype
Skype
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2021 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia