Pesquisa revela que brasileiro aprova telemedicina

Parte das pessoas entrevistadas disse que a telemedicina é ótima para o acesso à saúde. Foto: Divulgação.

A Conexa Saúde e o Datafolha lançaram a pesquisa “Telemedicina no Brasil” para entender a aceitação e adoção da telemedicina por médicos e pela população em geral a partir da pandemia da Covid-19. Realizado entre os meses de novembro e dezembro de 2020, o estudo mostra que, atualmente, 41% dos entrevistados acreditam que uma emergência em saúde possa ser resolvida pela telemedicina.

Entre as especialidades mais procuradas por quem já experimentou a telemedicina, há uma preocupação com a saúde em geral, com destaque para saúde mental e nutricional: um terço das consultas (32%) ocorre na área de clínica geral, seguida de psicologia/psicanálise (28%) e nutricionista (9%). Outro dado importante destaca que as pessoas que já foram atendidas remotamente por um profissional de saúde estão abertas a adotar a telemedicina como um hábito: 73% dos consultados voltariam a realizar consultas de saúde por videochamada.

A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas quantitativas por telefone, com aplicação de dois questionários estruturados com médicos de diversas especialidades e com a população em geral. Foram ouvidas 801 pessoas (sendo 127 usuários da plataforma docpass e 674 da população em geral) e 307 médicos (100 usuários da plataforma Conexa Saúde e 207 médicos em geral). O alcance é nacional, cobrindo todas as regiões geográficas do Brasil.

Os entrevistados também destacaram a importância da telemedicina no contexto da pandemia: 72% das pessoas na população em geral disseram que a telemedicina é considerada uma ótima ferramenta para o acesso à saúde. Entre os médicos, 68% acreditam que um excelente atendimento se caracteriza pelo acesso dos pacientes aos especialistas em saúde. A pesquisa também apontou que mais de 60% dos médicos afirmam considerar a telemedicina em um futuro próximo.

“O Sistema Único de Saúde (SUS) é, sem dúvida, uma iniciativa heroica, porém apresenta níveis distintos de qualidade e disponibilidade. O enorme alcance geográfico da telemedicina nos motiva a continuar sonhando com o nosso propósito social: promover a conexão de quem tem a necessidade de atendimento de saúde com médicos especialistas”, ressalta o CEO da Conexa Saúde, Guilherme Weigert.

Cerca de 77% da população em geral entrevistada considera que a telemedicina é prática. Além disso, 61% deles gostam de ter o acompanhamento do profissional de saúde por meio da ferramenta. Mesmo dos entrevistados que ainda não tiverem nenhuma experiência, 44% consideram provável usar a telemedicina.

Quando questionados sobre os fatores que motivariam a usar a telemedicina, os entrevistados apontaram: o fácil acesso a um especialista específico, o menor custo de atendimento (consultas mais baratas), ter o problema de saúde solucionado com eficiência e o acompanhamento próximo do médico para seu caso.

Please follow and like us:
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2020 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia
RSS
Follow by Email