TI: especialista aponta áreas para ficar de olho

Estima-se que, em 2024, o número de vagas no setor chegue a 300 mil. Foto: Divulgação.

Somente nos Estados Unidos, em 2020, foram abertas mais de 1,4 milhão de oportunidades na área de TI. Porém, segundo o relatório The General State of the Global Talent Shortage in 2020, o País contou “apenas” com 400 mil formados em tecnologia no período.

Já no Brasil, um país com cerca de 14 milhões de desempregados, alguns setores estão sofrendo um apagão de mão de obra, e a área de TI é uma delas. Cerca de três anos atrás, o número de vagas em aberto no setor era de 100 mil, e este número chegará perto de 200 mil ainda em 2021. E a cada ano esse déficit tem aumentado em cerca de 30 a 40 mil vagas. Estima-se que, em 2024 esse número chegue a 300 mil, segundo levantamento do Canal Tech.

Com essa informação, é possível se programar para mudar de área, segundo o especialista Marco Salvo, o nicho não vai deixar de crescer nos próximos anos e precisa de profissionais cada vez mais nichados, a exemplo do profissional do ERP, responsável pela estruturação de inteligência artificial para sistemas de gestão. Salvo é conhecido como o Mestre do ERP, tem mais de 25 anos de experiência em sistemas de gestão em TI e hoje atua na área de desenvolvimento de novos negócios e soluções na Sankhya Gestão de Negócios. O especialista apontou quatro funções que estão sobrando vagas nos dois países.

Business Intelligence
É um segmento da tecnologia que trabalha com a formulação de bancos de dados otimizados para atender às demandas de cada negócio — que pode ser uma marca de varejo, uma corretora financeira, uma empreiteira etc. A proposta é fornecer informações sobre clientela, concorrência, custo de produção, investimentos e outros tópicos que deem respaldo para as tomadas de decisões, iniciativas de novos projetos, expansão de praças comerciais etc.

Profissional de ERP
Cada vez mais para o segmento de ERP, a mão de obra tem se tornado um elemento crítico não apenas para implementação do sistema, mas também para o desenvolvimento do ERP e desenvolvimento de novas tecnologias associadas. Isso tem acontecido porque cada vez mais o profissional de ERP tem se tornado um profissional de conhecimento intensivo, um tipo de profissional que interessa a diversas outras empresas da cadeia de conhecimento, como as fintechs e aas mídias sociais. Muitas vezes os profissionais de ERP saem dos fornecedores e das empresas que implantam ERP para fazerem suas próprias iniciativas individuais, para serem empreendedores, fazerem aplicativos, softwares ou para trabalharem com suas próprias atividades.

Gestão de Negócios de IA
Com pós-graduação em Inteligência Artificial, o gestor de negócios de IA promove e adota estratégias para melhorar o alcance, o engajamento e a performance das empresas na internet por meio de recursos tecnológicos automatizados. É um segmento que tem ganhado muito espaço no mercado, principalmente nos setores industriais, de transporte e logísticos, por permitir que desde linhas de produção até serviços presenciais se tornem menos dispendiosos, geridos por dados e fiquem integrados a outros setores organizacionais.

Infraestrutura/Cloud
Quem atua no Cloud trabalha com algo indispensável para qualquer usuário da rede: o arquivamento, a edição e o compartilhamento de materiais nas nuvens. É por isso que são indispensáveis profissionais habilitados para garantir a infraestrutura desse tipo de serviço, o que, consequentemente, afeta a segurança e a conexão desses dados a redes internas e públicas de empresas; a programação de funcionamento das nuvens; o controle de dados a partir de servidores externos; e muito mais.

Please follow and like us:
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
cropped-logo-1.png
TecnoInforme. 2021 © Todos os direitos reservados. Design by Renato Garcia
RSS
Follow by Email